CCCC

CCCC

Designers lançaram e debateram criações na Ovo No sábado, 17.8, os designers receberam um público de aproximadamente 200 pessoas para uma conversa aberta que teve mediação da jornalista Teté Martinho. A exposição CCCC, apresentada na Ovo durante o SP Design Weekend, reuniu novos projetos dos designers Luciana Martins e Gerson de Oliveira, da Ovo, Guto Requena, Maurício Arruda e Zanini de Zanine. OVO: NOVOS SISTEMAS O escritório paulistano apresenta seis novas peças na exposição. Com o sistema de prateleiras esculturais de chapa metálica Tijuana, a mesa de centro ou lateral articulada Etc e os módulos Boiling, os designers Luciana Martins e Gerson de Oliveira reforçam sua aposta no design aberto à reconfiguração, aos usos múltiplos e aos espaços variáveis. Outras peças integram a exposição: o aparador Alba, a cadeira Offset e o vaso Grau. Criada em São Paulo pelos designers Luciana Martins e Gerson de Oliveira, em 1991, a Ovo foi premiada quarto vezes pelo Museu da Casa Brasileira e é destaque nos guias internacionais de design &Fork (Phaidon, 2007) e Young Designers Americas (Daab, 2006). GUTO REQUENA: PASSADO + FUTURO O arquiteto e designer paulista mostra na Ovo a Cadeira Grajaú, nova experiência da série Nóize. A peça é gerada a partir da interferência de informações sonoras na imagem digital de um móvel ícone do design brasileiro. Para chegar à Grajaú, o arquiteto usou ruídos captados nas ruas do bairro periférico da zona Sul de São Paulo e um modelo digital da cadeira Oscar (1956), de Sérgio Rodrigues. Guto Requena é arquiteto e tem como campos de interesse a habitação, o design contemporâneo e a cibercultura. Colunista da Folha de S. Paulo, foi pesquisador do Nomads.usp – Núcleo de Estudos de Habitares Interativos da USP – e apresentador da série sobre design Nos Trinques, no canal GNT. MAURÍCIO ARRUDA: MÓVEIS COMPOSTOS Móveis híbridos, pensados para usos coletivos ou funções flexíveis, e deliberadamente abertos. Assim o arquiteto Maurício Arruda define a série Linha Coletiva que lança na exposição. Compondo assemblages a partir de estruturas tubulares de ferro e de um repertório reduzido de elementos – cintas de couro, palha, tecido, madeira –, ele cria uma mesa de centro/cama, uma divisória/cabide e uma poltrona/sofá. Nascido em Londrina (PR), Mauricio Arruda é arquiteto e urbanista, com especialização em sustentabilidade. Pesquisa soluções e pensamento sustentável em design e arquitetura. Criou peças para Micasa, Carbono, Bertolucci, Choix e La Lampe. ZANINI DE ZANINE: MADEIRA MACIA A madeira maciça está associada à sensação de dureza e aos ângulos retos. Na série de dois bancos que desenvolveu para a exposição, o designer carioca Zanini de Zanine reverte essa expectativa trabalhando peças de ipê tabaco maciço com detalhes sinuosos. Inspiradas nos banquinhos leiteiros, usados nas áreas rurais para ordenhar vacas, os móveis são produzidas de forma artesanal a partir de peças de demolição – colunas, vigas, mourões. Zanini de Zanine cresceu vendo o pai, o designer José Zanine Caldas, trabalhar. Produz móveis artesanais em madeira maciça desde 2003, e peças industriais de madeira de origem controlada, plástico e metais desde 2005. Premiado seguidamente, o Studio Zanini produz para empresas brasileiras e para a Cappellini (Itália).

+boas novas